Pequenas felicidades

Esses dias vi um projeto novo de blogagem no blog da Mel que gostei bastante e que, quando tivesse um pouco mais de tempo pra respirar, decidiria participar ou tentar fazer algo parecido por aqui pra tentar me estimular a escrever e fotografar mais.

Pra quem não sabe ou não me acompanha nas redes sociais (sou @ourbag em todas elas hehe), eu tô me mudando – de novo. Dessa vez vou morar sozinha, no meu cantinho, do jeito que sempre quis. A mudança é só no sábado, mas passei a semana toda indo no apartamento vazio, levando algumas coisas que nem uma formiguinha haha. Além dessa doideira de mudança, tem o final do semestre que por si já é cansativo demais! E não bastando isso aí, tem uma hora que a gente entra em colapso e desaba – o corpo e a mente começam a falhar e é hora de buscar ajuda. Pois é, entrei na famigerada terapia.

E no meio disso tudo eu decidi dar uma pausa e olhar ao meu redor. Registrei algumas coisas que fizeram a minha felicidade nessa semana. Todas pequenas conquistas que me deixam muito felizinha no meio dessa turbulência que virou a vida.

Além da mudança, que é algo que tá me deixando muito empolgada, tô começando a me acostumar com o meu cabelo cacheado. É bem difícil esse lance de transição capilar, deixar o secador de lado e tentar curtir o seu cabelo natural sem nóias. Mexe muito com a auto estima, sabe? Por causa disso, tô testando alguns produtos no poo pra me ajudar na definição dos cachos. Além dos que eu mostrei nesse post aqui, comprei esse óleo capilar da Oum Natural, que serve pra umectação, hidratação e finalização. Ainda da mesma marca, comprei também uma máscara esfoliante – aloka das máscaras aqui hehe. Quando eu usar os produtos direito e obter algum resultado, eu venho contar por aqui direitinho.

E ainda tentando voltar pro mundo da leitura – acadêmica não vale! – peguei esse manifesto da sempre incrível Chimamanda, ‘Para educar crianças feministas‘. Muitos não sabem, mas 95% da minha família é composta por mulheres e eu meio que me sinto na obrigação de tentar empoderar (ou mostrar um ponto de vista diferente) para as minhas priminhas curiosas e questionadoras. Espero que esse livro me ajude nessa missão! Ah, talvez fale dele por aqui também 😀

Já fiz promessas demais nesse post e vou encerrar por aqui.

Quais foram as coisas que deixaram vocês felizes essa semana?

Bjs.

Preparativos TYPE12HCE

Essa semana tô indo pra Fortaleza – meninas que programam viagens de última hora me add – para um evento de design lá na UFC. Estamos trabalhando como condenados pra deixar tudo lindo pro evento. Vamos mostrar um pouco da Memória Gráfica do Agreste pro pessoal, vender umas almofadinhas lindas e, claro, absorver muita coisa sobre design – além de bater perna por Fortaleza porque faz MUITO tempo que fui pra lá!

O TYPE12HCE é um evento organizado pelo Laboratório de Tipografia do Ceará, onde vai rolar 12 horas seguidas de música, caligrafia, encadernação, lettering, arte urbana, moda, impressão e tipografia – tudo isso de graça para o público, com exceção das oficinas. Aqui a página do evento pra quem se interessar!

Essas fotos nem iriam virar post por aqui, mas fiquei tão empolgada com esse app (depois falo mais sobre ele rs) e com a movimentação desse mês que vai ser intenso, que decidi escrever. Esses são alguns registros desse sábado, dia em que fomos terminar a impressão dos tecidos. Acho bacana ter esses registros pra, lá na frente, poder rir de todo desespero que passamos.

A quem interessar possa, vou tentar fazer um vlog bem bacanudo dessa viagem. Quero deixar registradinho essa passagem rápida por Fortaleza <3 Torçam por mim e até mais!

E agora?

Último dia de outubro. Só mais dois meses pro ano terminar. Tudo indo muito rápido. E também muito devagar.

Acordei, abri as redes e já dei de cara com uma mensagem. A lua em peixes ta em harmonia com plutão e indica um momento propício para curarmos o que não vai bem. É a hora certa para botar os pingos nos i’s. A essa altura do ano as coisas ficam meio estranhas por aqui. O que antes eu tinha certeza (ou achava que tinha), agora só são dúvidas acumuladas. E o que eu achava que não me assombrava mais, voltou pra me perturbar.

E se eu tivesse feito diferente? Em que? Em tudo!

Será que eu ainda posso fazer diferente? Não sei. Talvez.

Saturno nos pede tempo, nos pede paciência – tudo chegará na hora certa. Já tentei deixar pra lá tanta coisa, fingir que não existe ou que eu tô bem. Por um tempo funciona, mas deixar em aberto não ajudou. Pelo contrário, piorou. Voltou tudo de uma vez, como quando a onda te puxa pro fundo e você tenta emergir e não consegue até achar que vai afogar.

Acho que tô afogando.

Preciso resolver tudo, mas na hora certa. Quando? Não sei.

E agora?

Solitude

A minha intenção, quando voltei com o blog, era compartilhar um pouco mais da minha vida por aqui. Não que ela seja das mais interessantes, mas gosto de mostrar que, mesmo que você não ache que a sua vida seja lá tão interessante assim, a gente tem que tentar ver as mesmas coisas com um olhar diferente. E é exatamente isso que eu faço. Esse exercício diário de tentar fazer a minha rotina mais agradável e, talvez, memorável.

Agora que minha rotina envolve estágio > faculdade > casa > repeat e mal me sobra tempo pra fazer algo diferente – e quando sobra eu tô tão cansada que prefiro ficar em casa – eu tô tentando compartilhar esses momentinhos de calmaria, silêncio e paz interior. As vezes prefiro ficar sozinha pra poder dar uma pausa na vida, organizar os corres da semana, fazer um spa day, tomar um cafézinho e tirar um cochilinho rsrs

No começo do feriadão, aproveitei esses momentinhos de solitude para me dar uma recompensa depois de uma semana tão estressantes de trabalhos e prazos. Eu tava merecendo cuidar de mim mesma e ficar renovada para mais uma semana cheia. Preparei uma máscara de argila verde (boatos de que ela é uma das melhores no mundo das argilas!), fiz aquele cafézinho espresso (comprei essa dolce gusto recentemente e agora me sinto uma super adulta rs) e coloquei o cdzinho que comprei do Bruno Berle, um cara lá de Maceió que faz um som super legal e relaxante.

  

Solitude é o isolamento ou reclusão voluntário, quando o indivíduo busca estar em paz consigo mesmo.

Vocês também tiram um dia pra cuidar de vocês mesmos? Se não, deveriam. é revigorante!

Beijos.

Happy 23!

Mais um post atrasado rs.

Agosto terminou e com ele o meu pequeno reinado dos 22 anos. Ano passado eu decidi gravar um pouco do meu dia (que tinha caído numa terça-feira), pra deixar de recordação as coisas que aconteceram, numa tipo de Document Your Life. E esse ano não foi diferente, fiz de uma forma diferente, gravei tudo com o celular mesmo porque quase não tive tempo por causa da correria do tempo.

Foi um dia bem cheio e com alguns marcos importantes pra mim. Já comecei o dia ‘palestrando’ com os meninos do Fabrico de Ideias. Quem me conhece sabe o cagaço que eu tenho de falar em público, e poder superar isso num evento massa, com profissionais excelentes e falando sobre o meu trabalho, foi um dos maiores presentes de todos! <3 Gratidão aos meninos pela oportunidade! 😍  Depois ganhei mais um item pra minha recém iniciada coleção de xícaras e pires do boy <3 e por último, uma mini festa surpresa com direito a bolo de unicórnio com as melhores pessoas do mundo. Mais uma vez sou grata pela família que tenho, que mesmo longe se fez presente e me fez chorar rsrsrs e também aos amigos maravilhosos que fizeram parte dessa bagunça!

O bolo tava gostoso, o dia foi maravilhoso e é isso. Que venha o próximo! <3

Beijos, Jó.