BELÉM: Rolê nos parques e cine alterna

Continue Reading

Teve Carnaval sim!

Continue Reading

Tudo novo. De novo.

Continue Reading

Me decepcionei. De novo.

Continue Reading
Viagens

BELÉM: Rolê nos parques e cine alterna

By on 19/03/2017

Quase três meses que voltei do Pará e ainda tem alguns posts que, por preguiça rs ou saudade, eu ainda não publiquei. Nas memórias de hoje, eu visitei o Museu Paraense Emilio Goeldi – que fica por trás de casa, uns 10 minutos andando, o Parque da Residência e, encerrando o dia de vários rolês, assisti com Lucas e a Zana um filme lá no cine Líbero Luxardo.

O Museu Paraense Emilio Goeldi é um parque zoológico ENORME que fica no meio da cidade, que além das plantas nativas da amazônia e dos animais, reúne monumentos e prédios do século XIX e inicio do século XX. Apesar do dia chuvoso, eu e Lucas passamos um bom tempo andando pelo parque e tiramos várias fotos. Na volta pra casa, passamos pelo Parque da Residência, que fica no caminho. Dentro do parque tem a Teatro Estação Gasômetro, que é um teatro com estrutura de ferro, tem a praça do trem, que tem um vagão de trem da antiga estrada de ferro, e um orquidário.

E encerrando esse dia, fomos com a Zana assistir algum filme no cine Líbero Luxardo, onde tem exibição de filmes estrangeiros/antigos/fora do circuito comercial. O filme que assistimos foi Gritos e Sussurros, de 1972.  A sala do cinema é super aconchegante e pequena, com assoalho de madeira e um tipo de palcozinho. Espero ir mais vezes lá <3  E antes de voltarmos pra casa, passamos na SPOT Burguer, onde eu comi um dos melhores burguers da minha vida!

Vem comigo, se inscreve no canal e dá aquele like no vídeo! <3

Como que faz pra voltar?

Continue Reading

Pessoal | Viagens

Teve Carnaval sim!

By on 13/03/2017

Tô bem atrasada na publicação dos posts, eu sei. Mas eu não iria perder de publicar por aqui alguns registros do meu primeiro carnaval autenticamente pernambucano. Sim, pela primeira vez deixei a zona de conforto dos meus pais (e minha também hehe) para brincar o carnaval em Recife e Olinda! Agora sim me sinto uma pernambucana de verdade rs 😂

Fazia algum tempo que eu planejava isso e esse ano deu certo. Planejei as fantasias, coloquei a mão na massa e mal via a hora de ver o que tinha nesse tal carnaval de rua. Como combinado, iríamos para dois dias em Olinda, em cada um com uma fantasia/roupinha diferente. A primeira fantasia, que usei no primeiro dia por lá, foi de sereia. Bem clichê, mas tudo desculpa pra tacar umas conchas e muito glitter na cara. No segundo dia em Olinda, todas as menines fizeram roupinhas com chita, tudo bem colorido e cheiro de flores para o Bloco da Macuca 💖🐃

O que eu achei do Carnaval? Melhor impossível e espero poder voltar no próximo ano! Apesar do vuco-vuco (que não tem como escapar e só aceitar!), não vimos nenhum tipo de violência, nem fomos assaltados (exceto pelos taxistas né rs), nem nada do tipo. Fomos quase todos os dias e voltamos são e salvos pra casa. Ficar em Olinda é ouvir o O Hino do Elefante mil vezes e se arrepiar em todas elas, ser carregado por vários bloquinhos e achar um máximo 4 cervejas por 10 golpinhos! E pra encerrar tudo com chave de ouro, vimos o show de Alceu no Marco Zero. Tinha como ser melhor?

#VoltaCarnaval

Continue Reading

Decoração

Tudo novo. De novo.

By on 04/03/2017

O Carnaval passou e agora eu posso dizer que o ano começou. Mais ou menos um ano atrás eu tava passando por esse mesmo processo cabuloso de mudança – caloura recém chegada na cidade nova, empolgada com tudo que viria pela frente. Hoje, um ano mais velha, sigo empolgada mas já tenho uma bagagem do que vivi e aprendi no último ano. Não foi um ano fácil, mas pude me conhecer melhor e saber quais são os meus limites. Hoje começa mais um ano, num lugar diferente e com pessoas diferentes. Até eu sou/me sinto diferente!

Sobre o cafofo novo: aconchegante como coração de mãe. Ainda segue estranho, mas fiz o possível pra deixar com cara de lar – o meu. Trouxe bastante memória visual pra me deixar mais tranquila quando a famigerada bad bater. O chão de madeira deixa tudo tão fotogênico que da vontade de só fotografar os pés rs Talvez esse ano eu crie coragem e mande colocar moldura nos meus posters (eles merecem algo melhor do que fita dupla face!). No mais, tenho tudo que preciso: internet, café e um lugar pra dormir (muito).

Acho que agora tô pronta pra voltar e recomeçar. Quem vem comigo?

Continue Reading